Categorias
Tênis

Após o alívio de testes negativos, Australian Open terá início em Melbourne

Após a tempestade vem a bonança! Um dos funcionários que estava em um grupo de 500 pessoas em um hotel da cidade de Melbourne pelo Australian Open testou positivo e acendeu o sinal de alerta.

Após a confirmação do caso, toda a equipe composta por funcionários e jogadores, entraram em quarentena e permaneceram em isolamento, seguindo os protocolos de saúde da OMS [Organização Mundial de Saúde]. 

Testes foram feitos e constatado negativo em todos que estavam em quarentena, houve o retorno do alívio. Desta forma as atividades dos jogadores e funcionários foram retomadas.  

Mas é preciso acertar algumas “arestas” para que o torneio aconteça de forma tranquila. O sorteio das chaves que estava marcado para acontecer na última quinta-feira, foi remarcado para está sexta-feira dia (05/02). 

O presidente da Tennis Canada, Craig Tiley, garante que mesmo o sorteio das chaves não ter sido realizado na data prevista, Tiley confirma o início do torneio para a próxima segunda-feira (08/02).

Quando surgiu o Australian Open

O torneio tem mais de cem anos. Foi em 1904, seis associações estaduais de tênis da Austrália e o órgão responsável pelo esporte na Nova Zelândia uniram-se, formando a Associação de Tênis da Australásia, que anos depois transformou-se no que é conhecido Australian Open.

No início do torneio, os jogadores eram formados por australianos e neozelandês, mas não por ser um torneio fechado. A grande dificuldade era o meio de transporte, para chegar no país eram necessários 45 dias de navio. Por serem países praticamente isolados no globo, chegar na Austrália no início do século passado não era tarefa fácil. Foi após a segunda guerra , um grupo de tenistas americanos chegaram na terra do canguru por avião e dessa forma o país entrou na rota dos grandes torneios

Curiosidades

– O troféu do torneio Australian Open chegou em terras brasileiras, apenas em 2016, com a dupla Bruno Soares e Jaime Murray.

– O jogo mais longo do torneio durou 4h44, entre a russa Svetlana Kuznetsova e a italiana Francesca Schiavone.